Remessa ao exterior fica mais cara com cobrança de Imposto de Renda


O governo colocou em prática mais uma ação para aumentar a arrecadação durante o período de crise. Segundo a Folha de S. Paulo, o planalto não vai renovar a isenção de Imposto de Renda para remessas ao exterior com valor de até R$ 20 mil. Assim, os brasileiros que enviem dinheiro para fora do Brasil (seja para gastos com turismo, educação ou saúde, por exemplo) terão 25% de IR retido na fonte. No entanto, a Receita Federal explica que o contribuinte do imposto é empresa que recebe o pagamento e não o cidadão. Porém, no fim das contas, deve ser o cidadão a arcar com o aumento. Isso porque, de acordo com especialistas, é difícil que os prestadores de serviço estrangeiros concordem em receber 25% a menos por conta da legislação tributária brasileira.

- 12/01/2016 - http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016


₢ 2018 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Monica Ferraz de Almeida